quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Nota de repúdio à " Torcida organizada Terror tricolor"

Torcedor do Esporte Clube Bahia há 22 anos, classifico a atitude tomada por supostos torcedores do mesmo, que se autodenominam por “Torcido Organizado Terror Tricolor”, na tarde de ontem, 20 de agosto, como um ato de extrema falta de educação para com os profissionais do clube (jogadores e comissão técnica), falta de amor ao esquadrão de aço e uma ação de bandidos.

Todos os verdadeiros amantes do E.C. Bahia se envergonham da forma com a qual os nossos atletas foram tratados por este grupo de falsos torcedores. Quem, de verdade, ama o Bahia, jamais irá concordar com a forma de protesto escolhida por esta torcida que se diz organizada; protestos podem ser feitos de forma pacífica, agredir o profissional é desestimular àquelas pessoas que podem vir a levar o nosso clube à tão sonhada séria A.

Todos os tricolores querem voltar a ver o nosso time QUE NASCEU PARA VENCER, honrar as suas tradições, volte a ser o temido Bahia, que não tomava conhecimento dos adversários, retome a garra de outrora. Mas, para isso, não é necessário o uso da violência, vamos continuar amando e apoiando o nosso time: assim fomos bicampeões brasileiros, 43 vezes campeões baiano, bicampeões do Nordeste, além de conseguirmos triunfos memoráveis como os 5 x 0 frente o Santa Cruz, onde ninguém a creditava no Bahia só a sua torcida, ou mais recentemente a vitória no “jogo do milagre” contra o Fast Club com um gol no último minuto.

Ser Bahia é acreditar sempre, é apoiar até o último minuto. Ser Bahia também é cobrar, agora de forma racional, sem agredir ninguém: os jogadores não são os únicos culpados pelo momento do clube. Que os verdadeiros TORCEDORES do BAHIA repudiem com veemência os atos desses terroristas que se dizem tricolor.

AVANTE BAHIA SEMPRE!

Um comentário:

Ilana disse...

Pois é emerson.. a coisa foi feia..e mesmo não torcendo pelo Bahia reconheço que é uma torcida bastante fiel ao time. Pena que alguns extremistas levem as coisas tão a sério.